Psiquiatria

Fuja: resenha do filme e a Síndrome de Munchausen por Procuração

Com Spoilers.

Se você ainda não assistiu o filme, recomendo que assista antes de ler esta resenha… e por que uma resenha de Thriller em um blog de pediatria?

A pessoa com a síndrome de Munchausen inventa sintomas para si ou para sua criança (Síndrome de Munchausen por procuração) para que recebam assistência médica constante. Tal afecção é incluida no DSM-5 (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais) como Distúrbio Factício .

Geralmente, pacientes relatam os sintomas de modo dramático, com histórias inconsistentes e exageradas e geralmente tem conhecimento de terminologias médicas, rotinas e protocolos hospitalares.

Como fatores causais, condições médicas especiais na infância e adolescência podem estar relacionadas, assim como ressentimento com profissionais de saúde, experiência em cargo ou atividade relacionada a área da saúde, presença de distúrbios pessoais e relacionamento importante com médico no passado.

Podemos apresentar esse distúrbio em ocasiões isoladas, mas em geral, os episódios são de longo prazo.

No filme, a mãe sofre um trauma relacionado à perda materna, e durante seu luto, acaba roubando uma menina e colocando “no lugar” de sua perda. Como a menina havia nascido saudável, ela tratou de causar os danos que sua filha biológica teria, caso sobrevivesse às tentativas de recuperação.

É um filme pesado, mas infelizmente, relata histórias reais de uma afecção psiquiátrica que existe e pode estar bem perto de nós – e até em nós. Conhecê-la é importante para buscar ajuda o quanto antes.

Psiquiatras são importantes. Psicólogas também. Não subestimemos a saúde mental. Se Sua Pediatra te encaminhou para esses especialistas, vale a pena investigar, nem que seja para que  digam que está tudo bem e que não é necessário o seguimento.


Na minha experiência já tive algumas pacientes que apresentaram Síndrome de Munchausen por procuração por um tempo no puerpério (talvez, relacionados à depressão pós-parto), por isso é tão importante a terapia pré e pós Natal. Prevenir nunca é demais!

Tenha uma psicoterapeuta ou psicanalista para chamar de sua.

Uma pediatra sozinha não faz verão! 😉
Como foi o seu puerpério? Chegou a apresentar sintomas da síndrome ou conhece alguém que apresentou?

#suapediatrafuja #sindromedemunchausen #psiquiatrianapediatria #saúdementalmaterna

Fonte: Einstein. 2017; 15(4):516-21

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s